Archive for the ‘Linux’ category

Thanks, Redpill !

25 / setembro / 2008

Hoje o Redpill deu uma preciosa dica sobre como instalar a fonte Monaco no nosso querido Arch Linux.

Vai uma SS de agradecimento (clique pra ver em tamanho normal):

Fonte Monaco no Arch Linux

Fonte Monaco no Arch Linux

Arch Linux Users no Brasil – Mapa

3 / maio / 2008

A iniciativa é do Bruno Tuy, e ao que tudo indica esse mapa vai parar na wiki do projeto.
Veja a prévia aqui.

Instalando o Google Earth no Archlinux

21 / março / 2008

Como dito abaixo, troquei de distro.

A dica que segue pode ser considerada inútil para um usuário experiente, dispensável, para alguém que já tem alguma vivência em linux, mas para um iniciante, é um guia simples e rápido que resolve uma dúvida. Sei disso, e o objetivo é ajudar o iniciante, mesmo.
Bem, vamos ao conteúdo:

1) Baixe o Google Earth :

Vá em http://earth.google.com, clique em download, aceite os termos e salve o arquivo na sua máquina (o lugar mais prático é a sua home). Hoje, o instalador pode ser pego aqui.

2) Abra um terminal, vá ao diretório onde salvou o arquivo, e dê a ele permissão de execução com o comando chmod +x (não se esqueça de usar o sudo, se for o caso) :

sudo chmod +x GoogleEarthLinux.bin

3) Execute o instalador :

sudo ./GoogleEarthLinux.bin

A partir daí, é um instalador NNF, tipo Windows (Next, Next, Finish), creio que qualquer um esteja habilitado a dar uns cliques.

Por fim, será criado um arquivo no desktop, podem deletá-lo tranqüilamente. Um atalho para o Google Earth será posto em Aplicações > Internet

Segue, abaixo, uma screenshot da instalação:

Instalar o Google Earth no Archlinux

Ausência e mudança de distro

20 / março / 2008

É, ando ausente, sei. Ando sem assunto pra blogar.

Me desculpem os que esperam algo deste ‘diário’ que não é diário.

No mais, um anúncio: mudei de distro. Abaixo, vai um screenshot  dela (clique nela para ver em tamanho natural):

Archlinux no HP Pavilion DV 6220 BR

Imprimindo em PDF no Ubuntu Gutsy

4 / dezembro / 2007

Bom, estava eu cá a tentar descobrir como se imprime diretamente para um .pdf no Gutsy (se não me engano foi alardeado que o sistema faria isso ‘nativamente’, mas eu entendi isso como ‘vir prontinho pra usar’, e não achei como …)

Pesquisando um pouco no Oráculo, cheguei a este post, do Julio Cardoso, só que ele é pra Kubuntu.

Peço vênia ao Julio, então, pra adaptar o guia dele ao Ubuntu “7.10” Gutsy:

  1. No terminal, faça um sudo apt-get install cups-pdf ;
  2. Vá ao menu Sistema > Administração > Impressão;
  3. Na janela que se abre, escolha “Nova Impressora”, selecione “Print into pdf file”, e avance;
  4. Na próxima tela, deixe em”generic” e avance novamente;
  5. Nesta, no painel esquerdo escolha”PDF file generator”, e avance mais uma vez;
  6. Agora dê um nome à sua impressora (sugere-se cups_pdf), acrescente uma descrição, e clique em aplicar.
  7. Agora teste a impressão, abrindo qualquer aplicativo que possa mandar algo pra impressora e mandando imprimir. O arquivo, por padrão, é salvo na pasta PDF dentro da sua home.
  8. Se não for criada a pasta (e, por isso, não aparecer nada lá dentro), rode o seguinte comando no terminal, que até onde entendi serve pra contornar um probleminha com o apparmor : sudo aa-complain cupsd. Eu li isso em algum post num fórum gringo, e não no guia do Julio, mas perdi o link, infelizmente.

Agora, se tudo correu bem, você pode imprimir para pdf como se estivesse imprimindo em papel, e fazendo um arquivo digital dos seus recibos de pagamento de guias, cartões de crédito, boletos bancários, e o que mais sua imaginação mandar.

Outro dia, acreditando no suporte nativo a impressão em pdf no Ubuntu, tive uma desagradável surpresa (coisa de noob):  como eu mandava imprimir para arquivo, o Gutsy gerava arquivos postscript (.ps), embora eu acrescentasse a eles extensões .pdf (sim, eu sei que o linux não dá bola pras extensões de arquivo); e quando precisei imprimir um desses .ps num windows da vida, não conseguia … e aqui vai outra dica: há conversores online para esses arquivos.

Um deles é o ps2pdf, que foi minha salvação, naquele momento.

HP Pavilion DV6220br: Atualização de bios disponível.

18 / novembro / 2007

Não, o post não é pra ensinar a fazer atualização de bios no notebook.

É pra chamar a atenção dos demais proprietários de um equipamento desses que, no mês passado (outubro de 2007), a HP liberou uma atualização para a bios desse notebook (e, se não me engano, de outros que usam processador AMD, da mesma marca).

Essa atualização é especialmente útil pra corrigir alguns problemas com ACPI enfrentados por usuários Linux (meu caso). Quanto a outras mudanças, infelizmente não posso informar, já que a HP não informa o que é corrigido na bios com esse update.

Quem quiser mais informações pode começar aqui.

Especial deskmod (ou lapmod ? É um ‘portátil’…)

13 / novembro / 2007

Hoje tirei pra experimentar temas pro desktop (claro, sobrou tempo, já que o sistema não está mais travando).

Bom, aí vão os 3 testados hoje, com os links pra download:

1) Smoked Glass:
Smoked Glass + �cones do Ubuntu Studio

2) Dark Grey:

Dark Grey + �cones do Ubuntu Studio

3) Cybertron Leopard:

Cybertron Leopard + applets Para os eventuais interessados nos applets do painel superior (abri o “sobre…” ou “about…” de cada um deles no último screenshot), o de brilho do monitor e o da freqüência da CPU vêm instalados por padrão; o da rede é só fazer um sudo apt-get install netspeed. Depois, é só clicar com o botão direito no painel, ir na opção “adicionar ao painel”, escolher os applets desejados e clicar em adicionar.

Já o dos sensores de temperatura dá um pouco mais de trabalho, e envolve um pouco mais de risco. Basicamente, você precisa instalar o pacote lm-sensors e, feitos isso, executar o comando sensors-detect (com sudo, se bem me lembro). Isso envolve risco porque, pelo que entendi do passo-a-passo da detecção dos sensores, se você fizer algo errado, pode ferrar o sistema … e ter que consertar na mão, ou reinstalar. Feito isso, execute o comando sensors no terminal, e veja se ele retorna alguma informação – se tiver uma resposta positiva, ótimo. Agora falta só instalar o pacote sensors-applet, e adicioná-lo ao painel, como já explicado acima. Claro, cada um deles possui seus ajustes … façam os seus.